Ϛ O silêncio, às vezes, nos traz significativas reflexões... ele nos permite avaliar as mais íntimas percepções, os mais secretos sentimentos... que, quando externados, mostram quem realmente somos... Talvez não seja preciso falar... Basta perceber, observar e sentir. ï

sábado, 22 de agosto de 2015

Saber olhar

Do ínfimo a vida floresce
Cotidiana, simples, corriqueira
Do irrisório a vida surpreende
Banal, vã, despercebida?
Aguçar o olhar por um instante 
Ajuda a ver o invisível
Ajuda a crer no improvável
Ajuda a ler as entrelinhas
Da nossa vida diária
Da nossa vidadiada
Que espera por nós avidamente
Que espera um olhar que, finalmente,
Notará, sem surpresa ou temor,
A poesia da dor, flor, beija-flor
A poesiamor do olhar para a vida
A poesia-crônica que faz de nós
Diariamente, acidentalmente, delicadamente
Cronistas.

segunda-feira, 30 de março de 2015

Anseio

A noite traz a poesia que imaginei perdida...
O silêncio ecoa como gritos
Em meio ao nada que é tudo.
Nem sei se chove lá fora
Ou se é o barulho aqui de dentro
Estremeço, constato e aceito:
Quando o sono não vem,
És tu que habitas sonhos e pensamentos
És tu que, de mansinho, ganhas espaço
Neste lugar que é só teu...
Sei que o sono virá em breve
Sei também que um novo dia virá
E, com ele, aquele barulho incessante
De pensamentos e sonhos que anseiam
Ávidos, inevitáveis, incontroláveis
Por um beijo teu.
Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget